Card image cap

Reprodução

Equipes intensificam resgate de famílias em situação de alagamento

04 de Janeiro de 2022 | Noticias
Compartilhe:

As equipes da prefeitura de São Miguel do Tocantins, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Exército e voluntários continuam o resgate das famílias em situação de alagamento no município. Desde o dia 22 de dezembro famílias começaram a ficar desabrigadas por conta da elevação do nível do rio Tocantins.

 

O prefeito Alberto Moreira recebeu o governador Wanderlei Barbosa e equipes do governo na tarde da última segunda-feira (03) e mostrou a situação que o município enfrenta. “Deu para sentir o sofrimento das pessoas, eu conversei com comerciantes e donas de casa e vi essas pessoas tirando suas coisas de casa e levando para os abrigos. Os abrigos aqui já estão enchendo com pessoas saindo de suas casas a todo o momento. É um sofrimento, uma dificuldade imensa, que nós temos que cuidar e aquilo que estiver à altura do governo, nós faremos”, garantiu o governador.

 

Mais de 229 famílias foram afetadas pela elevação do rio Tocantins. As áreas mais atingidas ficam próximas ao porto da balsa, em Bela Vista. De acordo com a Defesa Civil, o rio Tocantins já está 10 metros acima do nível normal. “Estamos com equipes da prefeitura e voluntários com tratores, caminhões e carros utilitários para retirar os móveis que ainda faltam das famílias impactadas. As famílias estão sendo levadas para abrigos como escolas e casas de parentes também”, conta o prefeito Alberto Moreira.

 

Além disso, a prefeitura está fornecendo alimentação para os atingidos. “Continuamos distribuindo cestas básicas e tudo que for possível para tentar amenizar o sofrimento”, esclarece o prefeito. Nesta terça-feira o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) emitiu um aviso de perigo para chuvas intensas na região. De acordo com a previsão do tempo, pode chover entre terça e quarta-feira (05) entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, ventos intensos (60-100 km/h).

 

A prefeitura de São Miguel do Tocantins destaca que as famílias que precisam de ajuda podem ligar ou mandar mensagens nos telefones (63) 98477-0247 ou (99) 99171-5204.

 

Clique na imagem para expandir